Mergulhando nos livros – E Todos nós apoiamos o time


Boa noite a todos. Espero que tenham aproveitado o fim de semana para descansar, pois foi o que eu fiz. Fiquei só curtindo umas musicas, passando um bom tempo ao lado de minha namorada (embora essa parte não diga respeito a vocês) e lendo. Lendo muito. Fiquei meio exausto mas valeu a pena (perai… não era pra descansar?).

Eu imagino que alguns devem ter ficado curiosos… Sabe como é, ler tanto um livro como eu li desperta o interesse acerca do mesmo nas pessoas. Então, tendo noção disso, minha missão aqui hoje é falar um pouco sobre o livro que li. Seu nome? Under the Dome (Atualmente sem versão brasileira).

 

Under the Dome é mais um thriller escrito pelo mestre do mistério, Stephen King. É um daqueles raros livros que empolgam o leitor no decorrer dos acontecimentos, devido ao seu ritmo, que guia o leitor de forma semelhante a uma montanha-russa. Mas para tanto, é necessário um grande empenho do leitor.

Bem como suas obras mais conhecidas, Under the Dome é um livro longo, o que normalmente assusta os novos leitores ou os que estão acostumados a ter a leitura como um passatempo de pouca duração. Mas tal sensação passa após um tempo (caso quem esteja com o livro realmente mostre-se disposto a seguir em frente), dando lugar ao deleite de se ler uma das obras mais poderosas da atualidade.

 

A narrativa foca-se em uma pequena cidade chamada Chester’s Mill, localizada no Maine (EUA). Chester’s Mill é uma cidade pequena como qualquer uma outra existente nos EUA. Pouco espaço resulta em pouca gente, e pouca gente acaba fazendo com que todos se conheçam (o que é um prato cheio para que as noticias viajem facilmente de um ouvido a outro). Há poucos crimes e acidentes, e o povo, em suma, passa boa parte do seu tempo de bem com a vida. Enfim, uma cidade boa de se viver. Mas isso não dura muito tempo.

De um momento para o outro, sem nenhuma explicação ou motivo aparente, um gigantesco domo forma-se ao redor de Chester’s Mill, isolando a cidade do resto do país. Ninguém consegue sequer dar um palpite de o que venha a ser aquilo. Tanto de dentro como de fora do domo, especulações são feitas, mas certeza nenhuma é dada. E é nessa confusão que os personagens chave dessa narrativa são apresentados.

 

Dale “Barbie” Barbara: Um ex-soldado do exercito americano, assombrado pela culpa, que se vê de volta a ativa quando seu velho comandante entra em contato com ele de fora do Domo;
Sr. “Big Jim” James Rennie: O “dono de loja de carros usados que se tornou politico” sangue frio que deseja tornar a isolada cidade em seu paraíso particular;
Julia Shumway: Reporter e Republicana até a alma, une forças a Barbie contra àqueles que desejam fazer mal a Chester’s Mill, encontrando assim uma força que nem ela sabia existir;
Joe McClatchey: o “Rei dos Geeks” de 13 anos de idade que é mais esperto que todos, provando isso durante a crise.
Esses são apenas uns de muitos personagens vívidos e imensamente críveis que terão suas vidas entrelaçadas por essa prisão invisível que os cerca;

Lendo o livro, nos deparamos com todos esses personagens que, da mesma forma que todos os personagens de King, são tão humanamente reais que não seria nada estranho ver um andando por ai. A maneira como pensam e agem realmente segue um plano de personalidade que deve ter sido estudado por um bom tempo para poder ser posto no papel.

O ritmo da narrativa, como eu disse anteriormente, é uma verdadeira montanha-russa. Sobe-se uma longa elevação (a introdução do livro é bem lenta, mas porque descreve detalhadamente o funcionamento da cidade) e, quando chega-se ao topo, despenca-se a uma velocidade alucinante até o desfecho (surpreendente), arrancando o folego do leitor e o prendendo até a ultima pagina. E o mais interessante: Depois de despencar com uma velocidade tão absurda… fica aquele gosto de quero-mais.

 

Enfim, o livro é simplesmente soberbo, um verdadeiro gigante (em ambos os sentidos) dentre um mar de pequenos peixes. Um livro que todo e qualquer colecionador de grandes obras deveria ter. King, com este, brinda-nos novamente com seu incomensurável talento. Recomendadissimo.

Anúncios

Sobre Wladimir Araújo Neto

Developer, writer, negative atheist, fascinated by coffee and in love with computing. Podcaster at TambaCast and a New Orleans Saints fan. Desenvolvedor, escritor, ateu negativo, fascinado por café e apaixonado por computação. Podcaster no Tambacast e torcedor do New Orleans Saints.

Publicado em 07/02/2011, em Livros e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: