Madrugada no PC – Nada como um boneco de carne


E ai pessoal, tudo bom? Estive meio parado ultimamente, sem postar nada. Isso foi bem estranho até pra mim… Não que eu tenha realmente um motivo pra ter feito isso, mas fiz… Então acho q vo ter de me redimir com alguns posts interessantes, neh? Então é exatamente oq eu irei fazer, a começar por hoje.

Praticamente todos os jogos cujas analises eu aqui coloquei, são de grandes produtoras. Não que isso seja ruim, mas acho que deixar de lado o lado mais “selvagem” da produção de jogos não seja lá muito elegante. Então fui a procura de alguns jogos Indie (independentes) para ver se conseguia algum material bom. E não é que encontrei um que realmente me cativou? Quer saber seu nome? Super Meat Boy (isso mesmo, O Super Garoto de Carne).

Super Meat Boy é um jogo de plataforma desenvolvido pelo Team Meat (exato, Time Carne \o/). Assim como o seu antecessor (simplesmente Meat Boy), SMB é um jogo extremamente desafiante, mas incrivelmente cativante. Ele foi originalmente feito para o XBox, mas foi liberada uma versão para Windows algum tempo depois.

Como um jogo Indie, a equipe por trás de SMB viu-se obrigada a criar algo criativo, algo que fizesse com que os jogadores realmente tivesse vontade de adquirir o jogo e joga-lo até o final. E tal foi o sucesso do jogo que ele foi um dos mais vendidos da Xbox Live Arcade (a rede de publicação e venda de jogos Indies da Microsoft, voltada para o Xbox). Para tanto, os desenvolvedores investiram pesado em uma jogabilidade simples, mas que remetia ao auge dos jogos de plataforma, quando jogos como MegaMan e N faziam sucesso. Como isso reflete na jogabilidade também é algo interessante.

O guia do jogo é sua historia. Ela segue a vida de Meat Boy, um simpático cubo de carne, em sua busca por resgatar sua amada, Bandage Girl, do terrivel Doctor Fetus. Em si, o enredo pode soar um pouco clichê, mas a maneira como este é posto em prática pode agradar muito. Encarar todos os problemas que Meat Boy encontra em seu caminho é, definitivamente, algo muito divertido, dependendo apenas do seu nivel de sadice. Digo isso pois ver nosso querido cubo de carne ser esmagado, fatiado e arremessado de um lado por outro é uma experiencia completamente sem igual. – E é ai que entra o “reflexo na jogabilidade” que citei mais cedo.

Bem como os antigos jogos de plataforma, SMB exige muito dos reflexos e da coordenação dos jogadores. A dificuldade do jogo é bastante elevada e exige muita pratica, o que pode assustar os menos experientes. Mas nada que realmente comprometa a diversão. Afinal, que graça há em um jogo em que o unico desafio é seguir em frente, já que morrer é apenas um efeito temporario, corrigido por um Quick Save? – (Isso me faz ter vontade de jogar Blackthorne denovo… acho q vo fazer um Maquina do Tempo sobre, só pra vcs sentirem o poder desse jogo)

Falando da jogabilidade de SMB, ela se resume a apenas correr e pular. Mas isso ñ significa que seja algo facil. Para dificultar mais ainda, em cada fase é proposto um desafio de tempo que, caso vencido (vc recebe uma especide de condecoração), libera uma versão ainda mais dificil (e sádica) da fase. Além disso, encontramos espalhado pelo mundo do jogo, diversos portais que levam nosso querido cubo de carne a mini-games que, ao vencidos, podem liberar personagens especiais de outros jogos Indies.

A parte sonora do jogo também é muito agradavel. Não são repetitivas e dão o clima certo a cada estagio do jogo. Realmente foi uma produção de primeira que, em conjunto com os graficos “fofos”, tornam o jogo um dos mais bonitos no universo Indie.

Bom, creio que se eu falar qualquer coisa a mais estragará a surpresa para aqueles que se interessem por joga-lo. Super Meat Boy é um jogo divertido, cativante e que garante muitas horas de entretenimento na frente do pc ou do Xbox. Recomendadissimo.

Anúncios

Sobre Wladimir Araújo Neto

Developer, writer, negative atheist, fascinated by coffee and in love with computing. Podcaster at TambaCast and a New Orleans Saints fan. Desenvolvedor, escritor, ateu negativo, fascinado por café e apaixonado por computação. Podcaster no Tambacast e torcedor do New Orleans Saints.

Publicado em 03/02/2011, em Jogos e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. André Serudo

    Hahaha gostei…

    parece ser um jogo divertido mesmo.
    É engraçado pensar em um jogo desse pra Xbox…
    já que quase instantaneamente a gente associa a plataforma
    com jogos super elaborados e complexos e bla bla.
    hahaha
    legal!

    • Realmente, imaginar o Super Meat Boy como um jogo para Xbox é bem dificil. Mas não é algo tão irreal, principalmente quando a Microsoft começou a investir no mercado de jogos Indies, iniciativa que eu apoio.

      • Ramayana Júnior

        É cara a Microsoft não é aquele bicho excludente que muita gente já achou ser (eu por exemplo).
        Fato disso é a grande equipe existente dentro da empresa desenvolvendo em linux, trabalhando com java e desenvolvendo ferramentas de integração. Mas não postei pra falar disso não.
        Sabado no lab1 – dcc, um veterano marcou um “Hands On: Desenvolvendo Jogos com C# no framework XNA Windows”. Nós estamos no ramo né? então quem quiser dar uma olhada, pode ser algo interessante.

        Blog, legal cara!

  2. joguei nos jogos do naointendo

  3. Edimartin Martins

    Muito legal o Jogo. Jogalo é como dançar. Os passos precisam ser feitos na hora e proporção corretas. Se uma coisa pequena sair do esquema. Tu morre.

    Esse jogo é muito bom.

    Eu recomento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: